Matemática na educação infantil: Por que trabalhar com atividades lúdicas no ensino da matemática?  

professora ensinando matemática a alunos - Ensino da matemática

Por que é importante trabalhar atividades lúdicas no ensino da matemática na educação infantil?

É fundamental trabalhar matemática com a criança de forma natural e divertida desde a educação infantil. Porque quando a criança está na educação infantil, na fase da primeira infância, esse momento é o que ela mais aprende e absorve novos conhecimentos. Na primeira infância, é o momento também que a criança tem o mínimo de conhecimento gravado no cérebro. Nesse momento a criança vai estar mais propensa a gravar os conteúdos matemáticos, porque ela está mais aberta para aprender. E principalmente utilizando atividades lúdicas, pois instiga sua imaginação e a sua curiosidade.

Os fundamentos para o desenvolvimento matemático das crianças estabelecem-se nos primeiros anos. A aprendizagem matemática constrói-se através da curiosidade e do entusiasmo das crianças e cresce naturalmente a partir das suas experiências […]. A vivência de experiências matemáticas adequadas desafia as crianças a explorarem ideias relacionadas com padrões, formas, número e espaço duma forma cada vez mais sofisticada (PIAGET, 1976, p.73).

A matemática está ao nosso redor e a criança vivência todos os dias o conhecimento matemático. O trabalho com a matemática é muito importante, porque ajuda com a autonomia da criança e também pode auxiliar na resolução de problemas. Por isso que a matemática na educação infantil é essencial, porque a partir dela a criança desenvolverá novas habilidades.

Se você é um professor que quer saber qual é a importância de promover atividades lúdicas na sala de aula, você está no caminho certo. Nesse post você vai conhecer porque é importante e como promover atividades mais lúdicas para seus alunos. Boa leitura!

E como são construídas as noções da matemática pelas crianças?

As noções matemáticas são construídas pelas crianças a partir do contato com as interações. Tanto em casa, como também na escola e na sala de aula. É a partir disso, as crianças adquirem novas experiências com os conhecimentos matemáticos que a cercam.

Aprender matemática não é só aprender uma linguagem, é adquirir também modos de ação que possibilitem lidar com outros conhecimentos necessários à sua satisfação, às necessidades de natureza integrativas, com o objetivo de construção de solução de problemas tanto do indivíduo quanto do coletivo (MOURA, 2007, p. 62).

Outro ponto importante é que os pais e professores devem constantemente formular perguntas, desafiar a criança e incentivar sua verbalização. Porque também são pontos importantes que fazem parte do seu desenvolvimento e para adquirir novas habilidades, como: autonomia, criatividade, imaginação, raciocínio lógico, comunicação e regras. Dessa forma as crianças não aprendem somente matemática, mas também conhecimento em geral.

Pais e escola: protagonistas na aprendizagem da criança

Muitas das vezes a criança não está com dificuldade de aprender matemática na escola. Isso implica uma falha na educação infantil e também pode ser por inúmeros fatores externos. É só obrigação da escola trabalhar a matemática? É obrigação da escola, mas também é dever dos pais uma intervenção em casa. Por isso é importante que os pais e a escola trabalhem juntos.

Os pais precisam ajudar seus filhos na compreensão da matemática, além da escola, caso isso não aconteça, a criança terá mais dificuldade na absorção dos conteúdos. E essa dificuldade pode acompanhar a criança até na adolescência. Por isso quando a criança não aprende é porque não foi bem preparada na educação infantil.

A criança tem contato com infinitas informações em pouco tempo, mas qual dessas informações vão aprender? São os conhecimentos que os pais estimulam em casa. É também importante estimular ainda mais os conteúdos matemáticos. De forma lúdica que desperta a curiosidade no aluno. Assim aprendendo de forma divertida e mais criativa.

  • Quais olhares podemos lançar sobre o ensino de matemática

Não existe só uma forma de ensinar matemática. E o professor é peça central para promover meios mais criativos para as crianças aprenderem de forma mais lúdica. Essa prática tradicional de memorização é ultrapassada. O professor pode ensinar os seus alunos de uma maneira mais divertida, lúdica e criativa. Que instigue a curiosidade de aprender da criança. Com isso os alunos vão aprender a gostar de matemática e não a temer ela.

Atividades voltada para o lúdico é mais produtivo tanto para o professor como para o aluno. Assim, a criança aprende matemática através de atividades lúdicas e ajuda no desenvolvimento da criança. E também desperta o prazer da criança.

  • Diferentes formas de trabalhar o lúdico na matemática na sala de aula

Brincadeiras e jogos são excelentes opções para trabalhar em sala de aula. São atividades ricas que podem ser utilizadas para ensinar matemática de forma divertida e criativa. Desse modo as crianças estabelecem relações de trocas e aprendem a lidar com regras. Essa interação é importante para o seu desenvolvimento.

Utilizar o jogo na Educação Infantil significa transportar para o campo de ensino/aprendizagem condições para maximizar a construção do conhecimento, introduzindo as propriedades do lúdico, do prazer, da capacidade de iniciação e ação ativa e motivadora (RCNEI, 1998, p. 37).

Além de brincadeiras e jogos, a música e a dança são atividades excepcionais para trabalhar o lúdico na sala de aula. São maneiras mais criativas de introduzir conteúdos matemáticos de forma divertida e instigue curiosidade nas crianças. Por isso é fundamental que os professores introduzam atividades lúdicas na sala de aula. A matemática está no nosso cotidiano, por isso essa prática é além da sala de aula.

 

Gostou do nosso conteúdo?

Conheça também a nossa plataforma de cursos online gratuitos, clicando aqui!

Siga nossa página no Instagram @soeducador, postamos conteúdos incríveis lá! 🙂

 

 

Referências

PIAGET, J. Psicologia e Pedagogia. Rio de Janeiro. Forense Universitária, 1976

MOURA, M. Matemática na infância. In: MIGUEIS, M. R.; AZEVEDO, M. G. (Org.). Educação Matemática na infância: abordagens e desafios. Vila Nova de Gaia. Gailivro, 2007.

BRASIL. RCNEI – Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil – Brasil:1998.

 

Autor

Izabel Barros

Izabel Barros

Quer receber
mais conteúdos
GRATUITAMENTE?

Receba em primeira mão conteúdos relevantes do mundo educacional, basta preencher o formulário abaixo!

Fique tranquilo...

Quer receber
mais conteúdos
GRATUITAMENTE?

Receba em primeira mão conteúdos relevantes do mundo educacional, basta preencher o formulário abaixo!

Fique tranquilo...