Métodos de alfabetização

Olá, alfabetizador! Já é do seu conhecimento que há vários métodos de alfabetização, desde aqueles mais inovadores aos mais tradicionais. Mas, apesar disso, ainda há muitas crianças (e adultos) que não sabem ler e escrever.

A alfabetização no Brasil sempre foi um dos maiores desafios a ser enfrentado pelos governos. Atualmente, há cerca de 11 milhões de analfabetos em todo território nacional, e esse cenário se agravou com a pandemia, período em as crianças não foram à escola e poucas famílias conseguiram ter êxito no processo de leitura e escrita.

Nesse artigo, para contribuir um pouco mais para o seu conhecimento, professor, iremos falar sobre os métodos de alfabetização analítico e sintético, mas também falaremos sobre outras maneiras de alfabetizar que também funcionam muito bem, desde que colocados em prática com dedicação.

Analítico e sintético, o que são esses métodos de alfabetização?

Para começar, vamos falar sobre o sintético, um dos Métodos de Alfabetização!

A base dos métodos sintéticos é a compreensão de que a língua portuguesa é fonética e silábica. Dessa forma, para dominar a leitura e a escrita é preciso um método de alfabetização que considere essa característica.

O que difere os métodos sintéticos é a unidade de linguagem que ele utiliza como ponto de partida, que são eles:

  1. Alfabético — A criança aprende os nomes das letras.

Dentre os métodos de alfabetização esse é o mais comum, em que a criança aprende primeiro os nomes das letras do alfabeto para, em um segundo momento, fazer as combinações silábicas e montar as palavras. A ideia é ensinar os três tipos mais comuns de sílabas existentes em português, como consoante-vogal (ba, na, ma ),vogal-consoante (al, ar, na ), consoante-consoante-vogal (fla, bla, tra ).

O objetivo maior da soletração é ensinar a combinatória de letras e sons, partindo de unidades simples, as letras, o professor tenta mostrar que essas, quando se juntam, representam sons, as sílabas, que por sua vez formam palavras.

O método baseia-se na associação de estímulos visuais e auditivos, valendo-se da memorização como recurso didático – o nome da letra é associado à forma visual, as sílabas são aprendidas de cor, e com elas se formam palavras isoladas fora do contexto

  • Fônico — Os sons são correspondentes às letras.

No método fônico, a criança aprende associando sons e palavras. São ensinadas as vogais, depois as consoantes e, então, sílabas e palavras. Ocorre quando a alfabetização é feita por meio dos fonemas e começa dos sons mais simples para os mais complexos — das vogais para as consoantes.

Depois, formam-se as sílabas e as palavras. O método fônico surgiu como uma crítica ao método da soletração ou alfabético. Cada letra é aprendida como um fonema que, juntamente com outro, forma sílabas e palavras.

Os métodos fônicos tendem a apresentar pequenas frases, a partir da 2ª ou 3ª folha, para que os alunos desenvolvam gradativamente habilidades de leitura mais complexas.

  • Silábico — Trabalha as sílabas. 

Nesse método a criança aprende as famílias de sílabas antes de compreender as palavras. O método silábico se caracteriza pela apresentação visual de sílabas prontas, sem forçar a articulação das consoantes com as vogais, e sem destacar as partes que compõem a sílaba.

O princípio básico é que a consoante só pode ser emitida se apoiada na vogal; logo, somente a sílaba (e não as letras) pode servir como unidade linguística para o ensino inicial da leitura.

Todos os três métodos de alfabetização sintéticos partem da unidade linguística em direção à totalidade da palavra, ou seja, após reunir as letras ou os sons em sílabas é que se passa ao ensino da leitura de palavras, formadas por esses sons, letras e sílabas.

Agora, vamos conhecer o analítico, outro na lista dos Métodos de Alfabetização!

  • Palavração: Esse método é muito simples, pois ele explora palavras comuns e busca fazer com que a criança reconheça o som dessas palavras.

O método da palavração é o primeiro entre os métodos analíticos, e consiste em apresentar palavras com suas respectivas imagens para o aprendizado e a memorização dos alunos, que por sua vez aprendem a reconhecer a palavra pela figura associada e pela visualização gráfica das letras.

Após a apresentação das palavras ilustradas, de preferência aquelas que fazem parte do universo infantil, o professor pode então trabalhar com a divisão silábica desta palavra. 
As sílabas da palavra apresentada podem formar outras palavras a serem estudadas, e depois de analisar esses grafemas e fonemas a classe trabalha na intenção de formar novas frases e novas ideias.
  • Sentenciação: A sentenciação, como o nome já diz, parte de um aprendizado que se inicia por frases inteiras, explorando a memorização.

método de sentenciação enfatiza a sentença como unidade que, depois de reconhecida e compreendida globalmente, será decomposta em palavras e, finalmente, em sílabas. Um outro procedimento é a estratégia de comparar palavras e isolar elementos nelas reconhecidos, para ler e escrever palavras novas.

  • Global: Esse método apresenta primeiro estruturas de textos com começo, meio e fim. Ele também é conhecido como método de historietas ou contos.

O processo envolve análise das partes maiores (o texto, as frases) para chegar às partes menores (palavras, sílabas), por isso o método global é também chamado analítico.

Outros métodos de alfabetização

  • A Casinha Feliz

Esse método de alfabetização foi criado pela pedagoga Iracema Meireles na década de 1950. Ela acreditava na aprendizagem por meio do jogo, propondo que a sala de aula fosse um espaço para a criatividade e a livre expressão das crianças.

E como esse método de alfabetização funciona?

Consiste em associar a forma da letra a um personagem, o qual, por sua vez, representava determinado som. O essencial é que conduza à figura-fonema capaz de fazer sempre, se for consoante, o imprescindível barulhinho. Tudo mais é jogo, é dramatização, atividade criadora.

  • Método da Abelhinha

Dando continuidade na lista dos métodos de alfabetização, vamos conhecer o da Abelhinha, criado por Alzira S. Brasil, Lúcia Marques Pinheiro e Risoleta Ferreira Cardoso em 1965.

Esse é um  método misto do tipo fonético. Os sons são apresentados como “barulhos” que ocorrem, o mesmo acontecendo com a reunião de dois sons em sílabas. Da reunião de dois sons, a criança passa a três, e vai lendo palavras cada vez mais extensas; depois expressões, sentenças e historinhas.

Duas recomendações das autoras: não dizer o nome das letras, pois seria cair na soletração; e não fazer a união de fonemas com todas as vogais, pois seria a silabação, prejudicando a leitura mais tarde.

A personagem abelhinha, que dá nome ao método, tem o corpo em forma de um a (em letra cursiva) e apresenta o som /aaaaaaa/ (a vogal é prolongada para facilitar o reconhecimento); a letra i é representada pelo tronco de um índio, outro personagem de histórias e assim por diante.

Os personagens são desenhados para sugerir o todo ou partes das formas estilizadas das letras.
Há, portanto, uma associação de três elementos – personagem – forma da letra – som da letra (fonema). A alfabetização se faz por síntese ou fusão dos sons para formar a palavra.

Desse modo, educador, todos os métodos de alfabetização foram comprovados e aprovados. Claro que, dependendo da realidade, um irá funcionar de forma mais eficaz que o outro. No entanto, é preciso acreditar no método que você (ou a escola) escolheu para trabalhar, pois é a partir daí que é iniciado o progresso na vida da criança que está sendo alfabetizada.

Você pode conhecer mais sobre os Métodos de Alfabetização na nossa plataforma de cursos Sóeducador 

Gostou do nosso conteúdo?

Conheça também a nossa plataforma de cursos online gratuitos, clicando aqui!

Siga nossa página no Instagram @soeducador, postamos conteúdos incríveis lá! 

Referências:

Alfabetização e Letramento: Conheça os principais métodos de alfabetização e saiba como aplicá-los! Superator. 15 de out. 2020. Disponível em: https://superautor.com.br/alfabetizacao-e-letramento-conheca-os-metodos-e-saiba-como-aplica-los/#:~:text=M%C3%A9todo%20Alfab%C3%A9tico%3A%20este%20%C3%A9%20o,antes%20de%20compreender%20as%20palavras Acesso em: 19 de set. 2022

Conheça os principais métodos de alfabetização. Neuroconecta. Disponível em: https://neuroconecta.com.br/conheca-os-principais-metodos-de-alfabetizacao/ Acesso em: 20 de set. 2022.

Palavra – ação, sentenciação e outras ações alfabetizadoras…Didatiquei. Disponível em: https://www.didatiquei.com.br/2020/07/palavraacao.html#:~:text=O%20m%C3%A9todo%20da%20palavra%C3%A7%C3%A3o%20%C3%A9,pela%20visualiza%C3%A7%C3%A3o%20gr%C3%A1fica%20das%20letras/  Acesso em: 20 de set. 2022.

One thought on “Métodos de alfabetização: sintético e analítico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *