Jardim de infância: de onde surgiu o termo na educação infantil

Crianças em circulo - termo jardim de infância

Froebel, criador do termo “Jardim de infância”

Froebel Friedrich, é conhecido como o pai do brinquedo pedagógico e o criador do jardim de infância e um dos primeiros pedagogos. Nasceu na Prússia em 1782, sua mãe morreu cedo, então foi criado pelo pai e irmãos. No século XVIII a sociedade tinha a concepção que a criança era um pequeno adulto. Já no século XIX esse conceito mudou, a formação passou a ser importante para diante disso ser um adulto pleno.

Froebel, foi um dos primeiros pedagogos que trouxe grande contribuição para a educação. Por isso é importante conhecer suas principias colaborações para a pedagogia. Boa leitura!

A origem do termo jardim de infância?

Em 1832 Froebel começa a trabalhar em conjunto com Pestalozzi com interesse pedagógico sobre o desenvolvimento gradual da criança.

Com esse autor, apreendeu a ideia da importância de se iniciar a educação do homem desde os primeiros anos de vida. Embora tenha guardado influências de Pestalozzi em seu pensamento, Froebel desenvolveu suas próprias ideias sobre a educação infantil (SAITO, 2004, p.12).

No século XVIII as crianças eram vistas como miniatura de um adulto. A educação não tinha o valor que tem atualmente na sociedade. Já no século XIX mudou, a formação é fundamental para que a criança seja um adulto pleno. Diante disso, Froebel com Pestalozzi criam a concepção do desenvolvimento gradual da criança. Com essa concepção a criança vai se desenvolver de acordo com:

• infância;
• meninice;
• puberdade;
• mocidade;
• maturidade.

Sendo assim a concepção de ensino é dividido de acordo com cada faixa etária. A criança precisa ter uma formação e a partir dessa necessidade é primordial que elas tenham um lugar para aprender. Pensando nisso, Froebel cria o jardim de infância. Instituições de ensino que atende criança com menos de 8 anos. Para serem alfabetizadas, mas também serem formadas na linguagem, percepção e principalmente voltada para brincadeira.

O conceito de Froebel, é que o jardim de infância era um jardim literalmente. As crianças eram como plantas no jardim e o professor o jardineiro. Onde o educador vai adubar, estimular e direcionar para que a criança se desenvolva de forma completa. Diante disso, a referência ao jardim de infância.

Em alemão, jardim de infância é Kindergarten. Se baseava no brincar livre que as crianças criavam e eram direcionadas pelo educador. Quando o termo de jardim de infância foi criado, as crianças que tinham menos de 7 anos eram vistas como muito novas para ingressar nesse ambiente. Então diante dessa perspectiva, foram chamados “viveiros infantis”, porque Froebel acreditava que as crianças eram plantinhas.

Seu propósito residia em guiar, orientar e cultivar nas crianças suas tendências divinas, sua essência humana através do jogo, das ocupações e das atividades livres, tal como Deus faz com as plantas da natureza (ARCE, 2002, p.67)

O principal objetivo dos jardins de infância era aproximar as crianças ligadas com a natureza e direcionadas ao seu próprio desenvolvimento. A criança era o protagonista do seu aprendizado. Para o educador alemão, o verdadeiro conhecimento é voltado para as atividades imaginativas.

Os fundamentos de Froebel, eram voltadas na:

• percepção sensorial: que é estimular a criança e ensinar a perceber o mundo de várias maneiras;

• na linguagem oral: é importante ser diversificada e rica;

• o brinquedo e lúdico são importantes meios para a criança se desenvolver.

A importância do brincar para Froebel

O educador Froebel, criava os seus próprios brinquedos, às vezes era de pano e dava para as crianças brincar. A partir disso, ele observava a criança brincando e analisava as relações. Diante dessas observações, Froebel entendia essas relações por mundo interno e mundo externo. A criança recebia estímulos do mundo externo, no formato de aprendizagem e expelia o que ela pensava do mundo. Para que o professor pudesse entender o que essa criança pensava.

Quando a criança é estimulada desde a infância se desenvolve de forma positiva onde vão conseguir alcançar suas potencialidades. Desse modo será um adulto com as habilidades necessárias para ser completo. Para isso a criança precisa de um cuidado maior, principalmente de atenção. Naquela época a criança já necessitava da educação em sua vida.

O brincar é essencial para que a criança aprenda. Para Froebel, a partir do brincar existem as diferentes transformações sociais. Nessa perspectiva do brincar a criança está diante de diversificadas situações. É brincando que a criança pode ensinar dinâmicas, jogos e aprende a se relacionar com o mundo e entender. Ela imita o adulto e aprende a interagir com o meio social.

Froebel, acreditava que as crianças deveriam ser cultivadas nas formas de vida, beleza e conhecimento. Diante disso, criou brinquedos educativos para auxiliar na educação infantil, denominados “dons”. Seriam direcionados a criança como forma de presentes, para descobrir os seus próprios dons. São chamados de: novelos; esfera, cilindro e cubo; cubo dividido; prismas retangulares; cubos e prismas retangulares; blocos de construção.

Froebel é criador do brinquedo pedagógico. Ele cria e utiliza os jogos em sala de aula. No aspecto de mundo interno e externo, para Froebel o brincar é o princípio da aprendizagem da criança. É a partir da brincadeira que a criança se transforma até os 8 anos de forma absoluta.

A brincadeira era muito importante para Froebel, porque além de ser uma atividade natural, se relacionava com outras questões como a linguagem oral, a natureza e a vida. A partir disso, ele tinha uma didática. Sua estratégia era passar o jogo, a dinâmica e a brincadeira em um espaço interno estimulando a aprendizagem das crianças. Além disso, Froebel estimulava atividades de rodas. Para ele todos esses aspectos, como o jogo e a atividade ao ar livre é a conexão com Deus.

Gostou do nosso conteúdo?

Conheça também a nossa plataforma de cursos online gratuitos, clicando aqui!

Siga nossa página no Instagram @soeducador, postamos conteúdos incríveis lá! 🙂

Referências

ARCE, A. A pedagogia na era das revoluções: uma análise do pensamento de Pestalozzi e Froebel. Campinas: Autores Associados, 2002.

BELLINE, Felipo. Friedrich Froebel – A educação infantil – o brinquedo e o lúdico. Youtube, 10 dez. 2018. Disponível em: <https://youtu.be/aF4Bt3qKj0w>. Acesso em: 19 nov. 2021.

SAITO, Heloisa Toshie Irie. História, Filosofia e Educação: Friedrich Froebel. 2004. 100f Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2004.

 

Autor

Izabel Barros

Izabel Barros

Quer receber
mais conteúdos
GRATUITAMENTE?

Receba em primeira mão conteúdos relevantes do mundo educacional, basta preencher o formulário abaixo!

Fique tranquilo...

Quer receber
mais conteúdos
GRATUITAMENTE?

Receba em primeira mão conteúdos relevantes do mundo educacional, basta preencher o formulário abaixo!

Fique tranquilo...