Teóricos da Educação: conheça e entenda

Teóricos da Educação

História dos principais Teóricos da Educação

A maior parte das práticas pedagógicas advêm das teorias desenvolvidas por séculos e por diversos autores. Mas quem são esses Teóricos da Educação? Como foi a história de vida de cada um deles? O que os levou a desenvolverem essas teorias?

No artigo de hoje, iremos conhecer a história dos principais Teóricos da Educação e saber como e por que eles desenvolveram suas teorias.

Teóricos da Educação

  • Vamos começar por um dos mais conhecidos Teóricos da Educação, Jean Piaget.

Jean William Fritz Piaget nasceu em Neuchâtel, Suíça, em 9 de agosto de 1896. Filho de Artur Piaget, professor doutor de língua e literatura medievais, e de Rebecca Suzane. Piaget teve sua infância e adolescência na cidade onde nasceu e aos 11 anos de idade já mostrou suas habilidades no campo das pesquisas, publicando um relato sobre um pardal albino. O seu interesse pela natureza era notório e foi fundamental para a escolha da sua primeira formação, Ciências Naturais, em 1918, pela Universidade de Neuchâtel, onde também concluiu o seu doutorado.

Em 1929 a 1954, foi professor de psicologia da Universidade de Genebra e tornou-se mundialmente reconhecido pela sua revolução epistemológica. Ele escreveu mais de 50 livros e centenas de artigos.

Além da biologia e psicologia, Piaget também atuou na filosofia, fundando a Epistemologia Genética, teoria do conhecimento com base no estudo da gênese psicológica do pensamento humano. O seu trabalho sobre a inteligência e o desenvolvimento infantil se tornou mundialmente conhecido, sendo, até os dias de hoje, base para diversos estudos na pedagogia e psicologia.

Em 1923, casa-se com Valentine Châtenay, sua fiel colaboradora, com quem teve três filhas, que foram importantes para o desenvolvimento de suas pesquisas. Nesse mesmo ano, Piaget publicou “A linguagem e o pensamento da criança”, obra que foi desenvolvida diante da preocupação com a teoria do conhecimento. As pesquisas de Piaget também foram importantes para a área da ciência da computação. Seymour Papert usou o trabalho de Piaget como fundamentação ao desenvolver a Linguagem de Programação Logo.

Uma das teorias mais conhecidas de Jean Piaget é a Teoria dos estágios do desenvolvimento. Essa teoria propõe a existência de quatro estágios de desenvolvimento cognitivo no ser humano (inteligência sensório-motora, pré-operatório, operatório concreto e operatório formal ou abstrato). Ela foi desenvolvida a partir da observação de suas filhas e de outras crianças.

Piaget teve um importante papel na educação do passado e atualmente. Ele morreu em Genebra, em 17 de setembro de 1980, aos 84 anos.

  • Dentre os teóricos da educação que também tem grande influência na didática da atualidade é Lev Semionovitch Vigotski

Lev Seminovitch Vigotski nasceu em Orsha, no dia 17 de novembro de 1896 (mesmo ano que Jean Piaget),  pequena cidade perto de Minsk, a capital da Bielo-Rússia- região dominada pela Rússia que se tornou independente em 1991, com o fim da União Soviética, passando a se chamar Belarus.

Filho de uma família considerada culta, Vigotski era o 2º filho de 8 irmãos. Sua família era judia e a maior parte de sua vida passou com a sua família em Gomel. O pai trabalhava como chefe de departamento de um banco, além de ser representante de uma companhia de seguros e sua mãe, apesar de ser professora, não trabalhava como tal. Ele foi educado em casa até os 15 anos. Seu pai sempre deixava a sua biblioteca a disposição dos filhos para reuniões e estudos. Aos 17 anos entrou na universidade de Moscou para cursar Direito, formando-se em 1917. Além do curso de Direito, Vigotski frequentou os cursos de história e literatura na Universidade de Shanyavskii.

Posteriormente, graduou-se em medicina, pois tinha o objetivo de compreender o funcionamento psicológico do homem. O seu interesse em medicina estava ligado a manutenção do grupo de pesquisa de neuropsicologia.

Vigotski atuou como professor e pesquisador em diversas áreas: psicologia, pedagogia, filosofia, literatura, deficiência física e mental, além de trabalhar em instituições de ensino e pesquisa, também lia, escrevia e dava conferências.

Uma das teorias de Vygotsky mais conhecida é a do conceito de Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP), que afirma que a aprendizagem acontece no intervalo entre o conhecimento real, aquilo que a criança é capaz aprender e o conhecimento potencial aquilo que a criança consegue fazer com a ajuda do outro

No ano de 1924, casa-se com Roza Smekhova e com ela teve duas filhas.

Vygotsky produzia com vitalidade. Ao todo, escreveu cerca de 200 artigos científicos, tratando desde neuropsicologia, linguagem e educação até questões sobre ciências humanas e críticas literárias.

Ao longo de um ciclo de apenas dez anos publicou seis livros, todos dentro da temática da psicologia. Entre seus principais trabalhos estão Estudos Sobre a História do Comportamento (1930), Lições de Psicologia (1932), Pensamento e Linguagem (1934), Desenvolvimento da Criança Durante a Educação (1935) e A Criança Retardada (1935).

Em 1934, aos 37 anos de idade, Vigotsk morreu acometido por uma tuberculose que ele lutava a anos. Após a sua morte o governo da época, Stalin, rejeitou as ideias do pensador e baniu suas obras do país até 1958. No entanto, seus alunos as preservaram para a posteridade.

  • Na lista dos Teóricos da Educação também encontramos Henri Paul Hyacinthe Wallon

Henri Paul Hyacinthe Wallon, nasceu em 1879, em Paris, na França, filho de Paul Alexandre Joseph, tornou-se conhecido pelo seu trabalho sobre a Psicologia do Desenvolvimento. Atuou como psicólogo, filósofo, médico e político francês.

Wallon assume uma postura notadamente interacionista, ou seja, fatores orgânicos e ambientais exercem influência no processo de desenvolvimento dos seres humanos, inclusive em sua formação educacional. Neto de Henri-Alexander Wallon, historiador e político francês. Wallon, em 1899, ingressou na Escola Normal Superior, em 1902 formou-se em Filosofia, e em  1908, em medicina, e entre os anos de 1908 e 1931 dedicou-se ao trabalho com crianças especiais, e com transtornos mentais.

Para Wallon, o homem é resultado de influências sociais e fisiológicas, sendo os dois aspectos — orgânico e social — fundamentais para o desenvolvimento e especialmente dependentes do contexto sociocultural. A criança, para ele, é essencialmente emocional e gradualmente vai constituindo-se em um ser sócio-cognitivo.

Em 1914, serviu como médico na Primeira Guerra Mundial, na frente de combate. O contato com as lesões cerebrais sofridas por ex-combatentes fez com que revisasse os postulados neurológicos que havia desenvolvido no atendimento a crianças com deficiência.

Na vida política, Wallon era um ativista marxista, em 1931, filiou-se ao partido socialita Section Française l’Internationale Ouvrière. Em 1942 filia-se ao Partido Comunista Francês, foi nomeado Secretário da Educação em 1944, e de 1945 a 1946 atua como presidente da comissão educacional. Nesse período foi perseguido pela Gestapo, polícia secreta da Alemanha nazista.

Henri Wallon faleceu em 1962 , também em Paris, aos 83 anos.

A Didática e os Teóricos da Educação

Apesar de Comenius não fazer parte dos Teóricos da Educação, os seus estudos e pesquisas serviram de embasamento para os teóricos dos séculos seguintes.

João Amós Comênio foi um visionário do século XVI, nascido na cidade Nivnice, em 28 de março de 1592. Foi um bispo protestante da Igreja Morávia, educador, cientista e escritor checo. Como pedagogo, é considerado o fundador da didática moderna e pai da educação moderna.

Comenius era de família eslava e protestante, seguidora da Igreja dos irmãos Morávios, baseada nas ideias estreitamente ligada as Santas Escrituras, que defendia uma vida simples, humilde e sem ostentação. Ficou órfão aos 12 anos perdendo pai, mãe e as irmãs vítimas de uma peste que assolou a Europa. A partir daí, foi educado por uma família protestante e conheceu uma educação desprovida de afeto, e com rigidez escolar, local onde as crianças eram tratadas como pequenos adultos. Os conteúdos e o professor eram inquestionáveis, o uso de palmatória era regra comum nas salas de aula.

Foi esse modelo de educação que inspirou Comenius os princípios de uma didática revolucionária para época. Cursou teologia na Alemanha, adquirindo um vasto conhecimento, tornou-se pastor e, ainda como estudante começou a escrever as suas primeiras obras Problemata Miscelanea e Syloge Questiorum Controversum.

Comenius aprimorou seus estudos em astronomia e matemática e, após ter voltado da Alemanha para Morávia, atuou no magistério ansioso para colocar suas ideias pedagógicas em prática.

Ele defendia a educação para todos, pobres e mulheres deveriam ter acesso à escola. Aconselhava o aprendizado contínuo, por toda a vida, e o desenvolvimento do pensamento lógico, em vez da simples memorização.

Comenius foi contratado pelo governo sueco para promover uma reforma do sistema escolar e produzir livros didáticos. Em 1642 foi convidado para fundar o Colégio Pansófico na França e para ser reitor na Universidade de Harvard, que havia sido fundada em 1636.

Comenius morreu em 15 de novembro de 1670, em Amsterdã, famoso e com prestígio.

As Teorias da Educação foi e é uma ferramenta importante para a qualidade do ensino. Na atualidade, têm surgido novos teóricos visando contemplar as mudanças educacionais ocorridas na modernidade. Desse modo, agregar as teorias da educação do passado com as do presente possibilita o enriquecimento das práticas pedagógicas.

Gostou do nosso conteúdo?

Conheça também a nossa plataforma de cursos online gratuitos, clicando aqui!

Siga nossa página no Instagram @soeducador, postamos conteúdos incríveis lá! 🙂

Referências:

COMENIUNS. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2022. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Comenius. Acesso em: 21 de julho de 2022.

FRAZÃO, Dilma. Lev Vygotsky -Psicólogo bielo-russo. Ebiografia, 2017. Disponível em: https://www.ebiografia.com/lev_vygotsky/. Acesso em: 20 de julho de 2022.

FRAZÃO, Dilva. Henri Paul Hyacinthe Wallon. Ebiografia, 2018. Disponível em: https://www.ebiografia.com/henri_paul_hyacinthe_wallon/#:~:text=Henri%20Paul%20Hyacinthe%20Wallon%20(1879,15%20de%20junho%20de%201879. Acesso em: 19 de julho de 2022

FUKS, Rebeca. Comenius, pedagogo tcheco. Ebiografia, 2020. Disponível em: https://www.ebiografia.com/comenius/#:~:text=Jan%20Amos%20Komensky%20(em%20portugu%C3%AAs,Mor%C3%A1via%20(atual%20Rep%C3%BAblica%20Tcheca). Acesso em: 20 de julho de 2022.

HENRI PAUL HYACINTHE WALLON. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2021. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Henri_Paul_Hyacinthe_Wallon#:~:text=Henri%20Wallon%20nasceu%20em%2015,assume%20uma%20postura%20notadamente%20interacionista. Acesso em: 20 de julho de 2022

JEAN PIAGET. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2021. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean_Piaget. Acesso em: 18 de julho de 2022.

MENDES, Camila Sibele Bessa. Jean Piaget. Infoescola. Disponível em: https://www.infoescola.com/biografias/jean-piaget/. Acesso em: 18 de julho de 2022.

Quem foi Vigotsk. Curso de psicologia – UFSC. Disponível em: https://www.ufrgs.br/psicoeduc/chasqueweb/vygotsky/biografia-vygotsky.htm. Acesso em: 20 de julho de 2022.

SANTANA, Ana Lúcia. Jan Amós Comenius. Infoescola. Disponível em: https://www.infoescola.com/biografias/jan-amos-comenius/. Acesso em: 21 de julho de 2022.

Autor

Izabel Barros

Izabel Barros

Quer receber
mais conteúdos
GRATUITAMENTE?

Receba em primeira mão conteúdos relevantes do mundo educacional, basta preencher o formulário abaixo!

Fique tranquilo...

Quer receber
mais conteúdos
GRATUITAMENTE?

Receba em primeira mão conteúdos relevantes do mundo educacional, basta preencher o formulário abaixo!

Fique tranquilo...