Consciência Fonológica

professora contando historias para um grupo de crianças ajudando a consciência fonológica

O que é consciência fonológica?

Consciência fonológica é a capacidade de perceber os sons da fala e manipulá-los. E compreender que uma palavra pode iniciar ou terminar com o mesmo som. Ou seja, é conseguir compreender que a linguagem oral é formada por várias estruturas fonéticas, que são palavras, as sílabas e fonemas.

Você sabe com que idade a criança desenvolve a consciência fonológica? Pois bem, é a partir dos 3 ou 4 anos. A consciência fonológica acontece de forma inconsciente. Isso ocorre quando as crianças são pequenas e começam a reproduzir o que as pessoas falam ao seu redor. Para trabalhar essa habilidade é fundamental investir em brinquedos pedagógicos, cores, entre outros materiais que a criança possa ter contato, como: pecinhas, brinquedos, massinha, palitos, entre outros. Pois, é de extrema importância para o desenvolvimento proceder de forma efetiva e que a família e a escola estimulem essa criança.

Os profissionais da educação que trabalham na Educação Infantil e no Ensino fundamental, que participam ativamente do processo de alfabetização necessitam compreender o que é consciência fonológica. O entendimento sobre esse assunto é importante, pois faz parte do processo de aprendizagem de leitura e escrita. Esse é o post de hoje. Boa leitura!

A importância da consciência fonológica

A consciência fonológica é bastante importante no processo de alfabetização, pois quando as crianças entendem que a linguagem oral é formada por sons a compreensão é maior. Trabalhar a consciência fonológica facilita:

  • Formação de novas palavras;
  • Leitura ativa de textos;
  • Misturar sílabas;
  • Identificar o fonema nas palavras e a compreensão do que é fonema;
  • Fazer divisão silábica corretamente;
  • Entender que uma frase é dividida em várias palavras.

É muito importante que a consciência fonológica seja desenvolvida, pois caso contrário os alunos terão dificuldade na leitura e até mesmo na fala. Consequentemente, também um atraso no desenvolvimento cronológico esperado para idade.

Quais são os três tipos de consciência fonológica?

Para desenvolver a consciência fonológica é preciso desenvolver algumas habilidades. O desenvolvimento dessas competências é a partir de etapas dividido em três níveis: consciência sintática, silábica e fonética. Veja:

Consciência sintática

Nessa etapa as crianças precisam identificar os sons da linguagem, como também trabalha a sensibilidade auditiva para que o aluno consiga ter a percepção das palavras.

É importante que nesse contexto os docentes apresentem para as crianças que as orações são divididas em estruturas menores e que cada uma dessas frases é representada separadamente. Canções e rimas são recursos excelentes para trabalhar com os alunos a consciência sintática. Ao longo do trabalho em sala de aula com as crianças inicia o processo de identificação das palavras e que elas são utilizadas em uma frase.

Consciência silábica

Nessa etapa cada palavra é formada por sílabas e cada sílaba possui um som específico. Para que o aluno consiga desenvolver sua consciência fonológica é importante que ela consiga compreender esse processo.

A criança também precisa compreender que uma sílaba pode criar diferentes palavras e que é possível combiná-las para formar novas frases. É a partir dessa etapa que o aluno tem a possibilidade de ampliar seu conhecimento.

Consciência fonêmica

A consciência fonêmica é o nível mais complexo dentro da consciência fonológica, pois é preciso que as crianças consigam identificar os fonemas, ou seja, as menores unidades sonoras da língua.

Primeiramente, antes de iniciar atividades que envolva essa etapa é importante que o aluno desenvolva as outras duas etapas citadas acima que são consciência silábica e sintática.

As crianças escutam o som do “d”, “r”, “t” e “d” de forma isolada. Por isso, é importante que o aluno desenvolva a percepção sonora para identificar os fonemas dentro das palavras e das sílabas.

Para o desenvolvimento dessa habilidade é importante trabalhar a escuta atenta. Dessa forma, as crianças podem identificar os fonemas que mais se repetem em uma frase, retirar o fonema de uma palavra e ver qual novo termo é formado.

Como trabalhar a consciência fonológica?

Como você já sabe o que é consciência fonológica e sua importância para as crianças desenvolverem no processo de leitura e escrita confira alguns exemplos de como desenvolver essa habilidade com os discentes.

Percepção de sons

Como já mencionado, para o desenvolvimento da consciência fonológica é importante ter a percepção dos sons das palavras. Para trabalhar essa percepção dos sons é interessante trabalhar com músicas, como: cantigas, parlendas e canções.

Rima

O uso de rimas ajuda a trabalhar a percepção de sons e a consciência silábica, por exemplo, o uso de palavras no diminutivo, músicas e figuras. Primeiro, selecione palavras, como: café, chulé dentre outras. Em seguida, peça para a criança colocar juntas as que rimam. Você pode pedir para o aluno falar quais são os sons parecidos dos termos trabalhados.

Aliteração

Para desenvolver a consciência fonológica é interessante utilizar a aliteração, que se trata da repetição de sons, letras ou sílabas em uma mesma frase. Através de uma atividade prática, como apresentar palavras que iniciam com o mesmo som (bola, boca, boneca, borracha, etc). Não importa que as letras sejam diferentes, pois é importante observar o som. Confira:

  • Pedir para as crianças baterem palma quando escutarem o mesmo som em uma frase, sílaba ou texto;
  • Escolher palavras com sílabas iniciais e iguais;
  • Que terminam com uma sílaba igual.

Noção de frases

Quando trabalhamos as noções de frases na sala de aula estamos possibilitando que o aluno utilize sua criatividade. Uma sugestão de atividade para trabalhar essa habilidade é escolher uma figura de animal, por exemplo, um pássaro e pedir que os alunos criem uma sentença tendo aquele elemento como personagem principal. Em seguida, a criança pode formar frases, como: “o pássaro voa muito alto”, “o pássaro tem filhotes no ninho”, o pássaro é amarelo”. Diante disso, os alunos tem a compreensão que as palavras juntas formam diferentes representações.

Consciência de palavras

É a habilidade de separar a frase em palavras e estruturando para que a criança consiga interpretar a oração. O professor pode trabalhar essa habilidade com sentenças curtas, por exemplo, “o sol é amarelo”, em seguida, a criança bate palmas para marcar o espaço de cada palavra e saber quantas palavras tem na frase. Utilize também material concreto para ajudar a criança nessa contagem como massinha, tampinha, entre outros. É a partir disso, que a criança pode observar os erros de hipersegmentação e hipossegmentação.

Consciência de sílaba

O docente pode utilizar atividades que ajudem as crianças a perceberem que as palavras são formadas por sílabas. Outra atividade para trabalhar a consciência de sílabas é na formação de palavras. Por exemplo, pedir que as crianças formem palavras que comecem com o mesmo som inicial da palavra GATO. Diante disso, mostrar para as crianças que diferentes sílabas formam outras palavras.

Consciência de fonemas e grafemas

Trabalhar fonemas e grafemas, ou seja, o som e sua representação gráfica por meio da letra, é um pouco mais complexo. Então, é importante que a criança desenvolva a consciência fonológica para realizar as atividades.

Para criança desenvolver as atividades da consciência de fonemas e grafemas o professor pode escolher palavras que inicie com o mesmo fonema, como: maça, mosca e mochila e utilize esses termos para trabalhar a pronúncia e suas similaridades. Em seguida, escolha palavras diferentes e mostre a diferença de sons para os pequenos.

Quais são os sinais de que a criança não desenvolveu a consciência fonológica para idade esperada?

Na pré-escola são:

  • Fala tardia;
  • Dificuldade para pronunciar palavras da forma certa;
  • Dificuldade para aprender rimas e canções;
  • Linguagem de bebê (quando a linguagem da criança não se desenvolve).

No 1º ano do Ensino Fundamental são:

  • Dificuldade em ligar a letra ao som especifico;
  • Apresenta desafios na leitura;
  • Erros ortográficos;
  • Dificuldade na divisão silábica;
  • Não conseguem distinguir os sons das palavras que se parecem, como pato, gato.

Portanto, se o professor perceber que o aluno possui alguma dessas dificuldades é importante procurar a coordenação e conversar com os pais ou responsáveis. Em seguida, criar estratégias para ajudar a criança nesse processo.

Gostou do nosso conteúdo?

Conheça também a nossa plataforma de cursos online gratuitos, clicando aqui!

Siga nossa página no Instagram @soeducador, postamos conteúdos incríveis lá! 🙂

REFERÊNCIA

Você sabe o que é consciência fonológica? 5 questões básicas. SAS plataforma de educação, 2021. Disponível em: https://blog.saseducacao.com.br/consciencia-fonologica/. Acesso em: 20 de jul. 2022.

 

Autor

Kelly Silva

Kelly Silva

Quer receber
mais conteúdos
GRATUITAMENTE?

Receba em primeira mão conteúdos relevantes do mundo educacional, basta preencher o formulário abaixo!

Fique tranquilo...

Quer receber
mais conteúdos
GRATUITAMENTE?

Receba em primeira mão conteúdos relevantes do mundo educacional, basta preencher o formulário abaixo!

Fique tranquilo...